Homem é preso suspeito de invadir casa e estuprar ex-companheira na frente de filho de 3 anos

Segundo delegada, suspeito tem cinco boletins de ocorrência por violência contra a vítima e violou medidas protetivas. Caso aconteceu neste domingo (7).

Patrick Marques/G1 Amazonas

Homem suspeito de estupro já foi preso por agredir ex-companheira

Um homem de 31 anos foi preso suspeito de estuprar a ex-companheira, de 24 anos, na casa da vítima, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, neste domingo (6). Ele invadiu o local e, ao retornar para casa, a mulher encontrou o suspeito sem roupa dentro da residência. Ele cometeu o abuso em frente ao filho de 3 anos da vítima.

De acordo com a delegada Débora Mafra, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), o casal estava separado desde outubro de 2018. Antes, ela já havia o denunciado por violência doméstica e maus tratos.

“Com este caso, são cinco Boletins de Ocorrência dela contra ele, desde março de 2018. Ele já havia sido preso em julho, por tê-la violentado. Ela tinha medidas protetivas contra ele, mas ele sempre fugia para não tomar ciência. Não desta vez”, disse a delegada.

Segundo a delegada, a vítima contou que havia saído de casa, durante a manhã de domingo (6). Ao retornar, ela encontou a porta da casa arrombada e, ao entrar, se deparou com o suspeito já sem roupa.

“Ele pegou ela, deu um chupão no pescoço, tentou enforcar, jogou na cama, consumou o estupro sem nenhum preservativo, deitou na cama e ficou na paz. Tudo isso na frente de um filho de 3 anos que ela tem. Ele não teve nem um pouco de educação para não querer ferir essa criança também”, explicou Mafra.

Em seguida, a vítima saiu da casa e, ao ver uma vitura da Polícia Militar, informou o que havia acontecido. Os policiais então foram ao local e prenderam o homem, que ainda estava despido e deitado na cama. Ele foi levado para a delegacia.

Questionado sobre o crime, o suspeito diz que a mulher que o procurou, que seria ciumenta e que ela teria consentido o ato. “Ele diz que ela vai atrás, mas percebemos pelo histórico que, de forma alguma, foi dessa maneira”, comentou.

O suspeito foi encaminhado para a DECCM. Ele deve responder pelo crime de estupro. Após os procedimentos cabíveis na delegacia, ele deve ser encaminhado para uma Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações