Descoberta de nome verdadeiro muda rumos de investigação de homicídio em Branquinha

Reprodução

A descoberta do nome verdadeiro do jovem detido por guardas municipais no município de Branquinha mudou completamente os rumos da investigação sobre o seu assassinato. Identificado inicialmente como Wanderson Alves dos Santos, de 18 anos, a vítima é, na verdade, Pedro Alves Santos de Araújo, de 20 anos.

O corpo foi reconhecido pela mãe da vítima, que o resgatou do Instituto Médico Legal Estácio de Lima no último sábado (9) para sepultamento. Com a descoberta da identidade, foi divulgada a ficha criminal, na qual Pedro é acusado em vários crimes como tentativa de homicídio, dano, tráfico, entre outros. O nome falso foi dado pela própria vítima, quando foi detido pela guarda municipal de Branquinha.

De acordo com o delegado Sidney Tenório, titular de Branquinha, a polícia também investiga a participação de um grupo de adolescentes na execução, após a vítima provocar insatisfação com a sua prisão e da repercussão dos vídeos nas redes sociais.

Há informações de que a ordem para executá-lo teria partido de Maceió. A vítima foi atraída pelos ‘amigos’ sob o pretexto de um banho de rio na Fazenda Branca, na zona rural de Branquinha, onde foi executado. A polícia tenta, agora, estabelecer o grau de participação de cada suspeito no crime, além de identificar o autor do comando de morte. A mãe da vítima deve depor à Polícia Civil nos próximos dias.

Quanto aos guardas municipais flagrados em vídeo agredindo Pedro de Araújo, eles seguem presos sob acusação de agressão e porte ilegal de arma de fogo.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações