Embate com servidores: Rui diz temer colapso financeiro absoluto

Cortesia ao AL24h

Rui diz temer colapso nas contas do município

“Porque eu entraria nessa briga inglória, a 1 ano e oito meses do final do meu mandato, se não fosse absolutamente necessário?” Foi assim que o prefeito Rui Palmeira (PSDB) respondeu à imprensa na manhã desta quinta (11) sobre o impasse entre o Executivo e os servidores municipais a respeito dos projetos de lei (PLs) enviados à Câmara e que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Salários e Estatuto dos Servidores e que vêm sendo duramente criticados pelo conjunto dos servidores.

Na última terça (9), servidores de várias categorias entraram em confronto com policiais militares quando tentavam ser ouvidos pelos vereadores. Houve registro de depredação e acusação de agressões de ambas as partes. As sessões do legislativo municipal foram suspensas durante a semana e uma reunião entre o prefeito e os servidores está prevista para ocorrer amanhã (12) a partir das 16h.

Em entrevista à imprensa, Palmeira voltou a defender os PLs de autoria do Executivo. Segundo o prefeito, em 2018 a Prefeitura de Maceió gastou R$ 1 bilhão com a folha de pessoal efetivo, tendo arrecadado nesse mesmo período R$ 100 milhões com IPTU.

Ainda segundo o chefe do Executivo municipal, essa correlação se tornou insustentável financeiramente. “Se nós não adotarmos essa medida agora, no segundo semestre corremos o risco de atrasar os salários e o próximo prefeito não conseguirá pagar a folha de pessoal,” avalia Rui Palmeira.

O prefeito alega que o município perdeu a capacidade de investimento e tudo que arrecada hoje é destinado ao pagamento da folha de pessoal. Rui defende, ainda, que os servidores impactados negativamente são os que recebem insalubridade acima de qualquer padrão praticado atualmente no país, e aqueles que recebem menos serão beneficiados. “Não entraria no embate para impactar negativamente alguém se não houvesse necessidade. Se não tomarmos essa medida, vamos entrar em colapso financeiro absoluto”, finaliza.

 

Veja Mais

3 Comentários

  • PABLO says:

    RUI PALMEIRA DESVIA VERBA JUNTO COM SEUS SECRETÁRIOS ENCHE AS SECRETARIAS DE CARGOS COMISSIONADOS E AGORA QUER TIRAR DINHEIRO DO FUNCIONALISMO PUBLICO ?!
    POIS TENHO A SOLUÇÃO E SÓ FISCALIZAR MELHOR ESSAS LICITAÇÕES E DEVOLVER O DINHEIRO ROUBADO DO MUNICÍPIO E MANDAR ESSES COMISSIONADOS PARA RUA.

  • maria says:

    Uma maneira de resolver este problema e demitir os cargos em comissão que Não trabalham.

  • Oliveira says:

    Péssimo gestor! Centenas ou milhares de contratados em comissão e quer penalizar onque estudaram, passaram e se dedicam ao serviço público há anos. Ele só percebeu esse colapso 6 anis depois ? Piada seu Rui! Seu projeto é torpe, desleal e desumano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações