Justiça decreta prisão de empresário suspeito de estupro de vulnerável

A 4ª Vara Criminal de Penedo decretou a prisão preventiva de um empresário do ramo de acessórios automotivos, de 32 anos, que está sendo investigado pelo crime de estupro de vulnerável.

Segundo o mandado de prisão, expedido pelo juiz Nelson Fernando de Medeiros Martins, o empresário, que mora no bairro Santo Antônio, em Penedo, é suspeito de abusar sexualmente de uma adolescente de 14 anos durante uma viagem em grupo. Há a suspeita também que o empresário abusou sexualmente de outro menor no ano de 2016.

Em depoimento à Polícia Civil, a vítima contou que o suspeito tentou tocar em suas partes íntimas, mas como não conseguiu, tentou fazer com o que o menor o tocasse. O caso aconteceu dentro de um carro durante o carnaval daquele ano.

Após analisar as provas policiais, o magistrado decidiu por pedir a prisão preventiva do suspeito. “De acordo com os depoimentos colhidos pela autoridade policial, há indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva. O exame de corpo de delito é prescindível. Pode-se demonstrar a ocorrência de estupro, por outras provas, inclusive pela palavra da vítima quando convincente e segura. (…) Portando, a prisão cautelar se justifica na necessidade de se garantir ordem pública (acautelamento do meio social), em virtude da gravidade concreta dos fatos, considerando as circunstâncias em que os crimes foram praticados. Além do mais, a necessidade de acautelamento do representado está ligada, também ao fato de que o mesmo reside na mesma rua das vítimas, de modo que a sua liberdade indica o risco iminente a integridade corporal e sexual das vítimas. Em sendo assim, com fundamento no art. 311 do CPP, decreto a prisão preventiva de Thiago Caroso Santana”, diz o juiz em sua decisão.

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *