Após perder Argel, Azulão segue sonhando com permanência na Série A

Ascom CSA

O CSA viveu momentos de altas emoções desde a última quinta-feira. A equipe alagoana venceu o Cruzeiro em pleno Mineirão, ganhou novo ânimo na busca contra o rebaixamento, mas perdeu o técnico Argel Fucks logos em seguida.

Em meio a esse cenário, o Azulão tem mais um jogo decisivo na busca pela permanência na primeira divisão neste domingo, às 18 horas, quando recebe o Bahia, no Rei Pelé, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com 32 pontos, o CSA é o 18º colocado e diminuiu sua distância para o Ceará, primeiro time fora da zona da degola, para cinco pontos.

O Bahia, com 45 pontos, tem situação bem mais tranquila e não corre mais risco de rebaixamento, mas não vive bom momento e se distanciou da briga por um espaço entre os oito primeiros.

JUNTANDO OS CACOS

Sem tempo para lamentar, o CSA faz o possível para se reconstruir rapidamente e ainda brigar contra o rebaixamento. O técnico será Jacozinho, ídolo da torcida pelos tempos de jogador e que é o auxiliar permanente do clube.

Para este confronto, o CSA não poderá contar com o meia argentino Jonatan Gómez, que recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, fora de casa, na última quinta-feira.

Dessa forma, a tendência é que Jean Cléber, mais ofensivo, ou Warley, mais defensivo, entrem no setor. Caso queira deixar a equipe alagoana com três atacantes, Bruno Alves é outra opção.

MESMO TIME

No Bahia, os desfalques do técnico Roger Machado são o meia Marco Antônio e o atacante Rogério, ambos vetados pelo Departamento Médico.

O treinador ainda deixou duas dúvidas no ar. Fernandão, que se envolveu em uma polêmica com a torcida, tem possibilidade de iniciar jogando, assim como o meia Guerra. Mas a tendência é que ambos continuem como opções no banco de reservas.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Rafinha; João Vítor, Nilton, Euller e Jean Cléber; Apodi e Ricardo Bueno.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Juninho, Wanderson e Moisés; Gregore, Flávio e Élber; Artur, Gilberto e Lucca.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *