Galo derrota o Paysandu nos pênaltis e avança na Copa do Brasil; assista aos lances!

@fernandohbtorres

Foi sofrido, mas o CRB garantiu a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira ao bater o Paysandu nos pênaltis depois de um empate por 1 a 1, na Curuzu.

Com a classificação, o Galo da Pajuçara embolsa mais R$ 650 mil e chega a R$ 1.190.000,00 de premiação.
O adversário da terceira fase vai sair do confronto entre Boa Esporte e Cruzeiro, no dia 4 de março, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha.

PROTESTO

A eliminação gerou protesto dos torcedores bicolores, que compareceram em grande número na Curuzu e jogaram alguns objetivos na descida dos jogadores para o vestiário.

FOI DEMAIS!

O primeiro tempo na Curuzu foi marcado por equilíbrio, entradas duras e muita polêmica. Não é a toa que o árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Júnior mostrou sete cartões amarelos – três para o Paysandu e quatro para o CRB.

Os dois times tiveram chances, mas as emoções e polêmicas estavam guardadas para o final. Aos 34, o árbitro anulou um gol do Paysandu ao ver falta inexistente de Micael em cima do goleiro Edson Mardden.

PENALTI POLÊMICO

Aos 45, o árbitro assinalou pênalti discutível de Tony em cima de Luidy. Léo Gamalho cobrou bem e colocou o CRB na frente.

No entanto, dois minutos depois, Caíque Oliveira aproveitou bate e rebate dentro da área para deixar tudo igual.

PAPÃO DOMINA

Apesar do CRB ter criado o primeiro lance de perigo, o segundo tempo foi todo dominado pelo Paysandu. Aos 15, Erik recebeu de Carlos Jatobá e só não marcou porque Gabriel Leite fez grande defesa.

Depois disso, o que se viu um ataque contra defesa. Uilliam levou perigo em chute de fora da área e Nicolas assustou em cabeçada que passou muito perto do gol.

Aos 36, Alex Maranhão soltou a bomba e a bola explodiu na trave. Nos minutos finais, nenhum dos dois times se arriscou ao ataque e decisão foi para os pênaltis.

GALO AVANÇOU

Melhor para o CRB, que converteu todas as suas cobranças e viu Edson Mardden defender o chute do zagueiro e capitão Micael. No fim, vitória por 5 a 3 nas penalidades máximas.

@fernandohbtorres

Fonte: AFI

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *