Filmes financiados pela Prefeitura estão disponíveis online

“Os Desejos de Miriam” foi um dos contemplados no Prêmio Guilherme Rogato de 2015. Foto: Divulgação.

Neste período de necessário isolamento social, nada melhor do que assistir a um bom filme: e os cinco contemplados pela primeira edição do Prêmio Guilherme Rogato, lá em 2013, estão disponíveis para assistir online, de maneira gratuita. São eles “Rua das Árvores”, de Alice Jardim, “Ontem à noite”, de Henrique Oliveira, “Jorge Cooper”, de Victor Guerra, “O Vulto”, de Wladymir Lima, e “Futebol na terra da rasteira”, de Thalles Gomes. Além deles, “Os Desejos de Miriam”, curta de Nuno Balducci selecionado na segunda edição do Prêmio, em 2015, também está disponível.

Os filmes dividem-se entre o YouTube e o Vimeo, mas todos podem ser encontrados, independente da plataforma de streaming onde estejam disponíveis, pela ferramenta de busca do site Alagoar (alagoar.com.br), portal independente que reúne importante acervo de produções audiovisuais em Alagoas, o que pode ser um respiro importante, de alívio, durante a quarentena.

“Rua das Árvores”, de Alice Jardim, é um documentário que investiga como as transformações da cidade tensionam a vida das pessoas que nela vivem. A história contada é a de Seu Gino e Dona Creuza, um casal que morou por 60 anos na Rua das Árvores e que pôde acompanhar, ao longo dessas décadas, grandes mudanças no centro da cidade.

 

“Ontem à noite”, de Henrique Oliveira, é um curta ficcional que apresenta a relação de Felipe, um advogado, e de Vivian, uma travesti. Dois personagens a princípio contrapostos, mas que se tocam através do desejo.

O documentário “Jorge Cooper”, de Victor Guerra, busca os vestígios que esse silencioso poeta do século 20 deixou na capital alagoana. Entre idas e retornos frustrados do Rio de Janeiro para ganhar a vida, Cooper retratava Maceió com amargura nos seus livros, quase todos lançados após sua morte pela Imprensa Oficial de Alagoas.

Já a ficção “O Vulto”, de Wladymir Lima, brinca com misticismo e magia ao contar a história de um casal adolescente na periferia de Maceió. O rapaz, um soldado do tráfico, está ameaçado de morte e vê sua amada apelar para um feitiço de São Cipriano, na esperança de protegê-lo.

Thalles Gomes, no documentário “Futebol na terra das rasteira”, entrevista jogadores, treinadores e jornalistas para contar a história da rivalidade entre CSA e CRB e apontar a sua importância antropológica para os alagoanos. A linguagem do filme é leve, e sua montagem, apenas com imagens em VHS, é muito bem feita. O mais caçula de todos, “Os desejos de Miriam”, de Nuno Balducci, discute a solidão nos tempos de conectividade excessiva através da protagonista, uma dona de casa de classe média que tenta se entreter com seus dispositivos móveis durante um dia em que se encontra sozinha em seu apartamento.

O Prêmio Guilherme Rogato foi o primeiro edital de incentivo à produção audiovisual disponibilizado pela Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), e repartiu, em sua primeira edição, R$ 150 mil para este setor, viabilizando a produção dos cinco filmes. Em 2015, na segunda edição do projeto, o Município dobrou o valor e, com R$ 300 mil, financiou dez projetos.

 

Fonte: Ascom FMAC

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *