Paulo Gustavo chegou a acordar e interagir com marido antes de piora após sofrer embolia

Segundo novo boletim médico desta segunda-feira (3), ator de 42 anos teve interação com Thales Bretas e equipe médica no domingo (2); ele tem embolia pulmonar disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa.

Globo/João Miguel Júnior

Paulo Gustavo

O ator Paulo Gustavo, que nesta segunda-feira (3), teve piora significativa em seu estado de saúde, apresentando embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa, chegou a acordar e interagir com o marido, Thales Bretas, no domingo (2).

“Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido”, dizia o comunicado liberado pela assessoria de imprensa do ator de 42 anos.

LEIA:

“Internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro, com quadro de COVID-19, Paulo Gustavo permanece no Serviço de Terapia Intensiva e nas últimas 24 horas surgiram complicações graves.

Depois de alguma melhora, Paulo Gustavo subitamente piorou no dia de ontem.

Hoje, dia 03/05, a assessoria de imprensa do ator emite novo boletim médico informando que:

‘Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido.

À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa.

Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade.’

A família do ator continua agradecendo todo o carinho e pedindo orações para uma recuperação de Paulo Gustavo, assim como das demais pessoas acometidas por essa doença terrível.”

INTERNAÇÃO

O humorista Paulo Gustavo, conhecido por Minha Mãe é Uma Peça Vai Que Cola, foi internado em um hospital no Rio de Janeiro no dia 13 de março. No dia 21 de março, uma semana mais tarde, foi informado que o ator havia sido intubado “para ser tratado de forma mais segura”.

Após apresentar alguns sinais de recuperação, Paulo teve uma piora no começo de abril e teve que ser submetido ao tratamento com a ECMO – uma técnica de Oxigenação por Membrana Extracorpórea.

A ECMO funciona como pulmões e coração artificiais em pacientes que estão com os órgãos comprometidos e tem sido utilizado em casos graves de pacientes com Covid-19. Enquanto os respiradores auxiliam em fornecer mais oxigênio para os pacientes, a ECMO serve como um segundo pulmão, para que a pessoa tenha maiores condições clínicas para a recuperação.

Dias mais tarde, Paulo foi submetido à uma pleuroscopia, quando foi identificada uma fístula bronco-pleural que impedia a adequada ventilação mecânica. Na mesma semana, ele precisou de uma transfusão de sangue, fazendo com que seu marido, Thales Bretas, começasse uma grande campanha por doações nas redes sociais.

Além do médico, a irmã, Juliana, e a mãe, Dona Déa Lucia, têm pedido orações por Paulo no Instagram. Na semana seguinte, em 15 de abril, foi informado pela primeira vez que o quadro de Paulo havia estabilizado, desde então ele não apresentou novos sinais de piora preocupantes.

Fonte: Quem

Veja Mais

Deixe um comentário