Lyon: Lucas Paquetá começou no banco por indisciplina; Juninho: ‘Temos valores’

Autor de um dos gols na grande vitória do Lyon por 4 a 3 fora de casa em cima do Sparta Praga pela Europa League, Lucas Paquetá começou a partida no banco de reservas. E o motivo foi disciplinar.

Paquetá chegou atrasado para a reunião pré-jogo. Ao chegar, já se deparou com a porta fechada e com o técnico Peter Bosz já tendo iniciado a conversa.

Em entrevista ao Canal+, Juninho Pernambucano, diretor de futebol do Lyon, explicou que o clube tem valores e por isso o brasileiro começou no banco.

“Sinceramente, prefiro perder por 5 a 0 e até sair do meu cargo do que tomar certas decisões contra os nossos valores”, começou por afirmar.

“Temos valores. Não é que queiramos ser melhores do que os outros, mas decidimos valores juntos. Já conversei um pouco com o agente dele também. Infelizmente, não há escolha. Ainda não está claro por que ele chegou atrasado. A porta já estava fechada. A partir do momento em que a porta se fecha e o treinador inicia, se um jogador não regressou sabe que algo vai acontecer”, completou.

A entrada de Paquetá foi fundamental para a vitória do Lyon. Aos 19 minutos do primeiro tempo, o Sparta Praga vencia por 2 a 0. O brasileiro entrou quando estava 2 a 1 para os tchecos.

Além de participar do gol de Aouar, que valeu o empate, o atleta ex-Flamengo e Milan marcou o gol da virada para 3 a 2.

Fonte: ESPN

Veja Mais

Deixe um comentário