Influencer brasileira diz que tem recebido ataques após reportar crime: ‘Comentários absurdos’

Fernanda Santos e o marido foram atacadas durante uma viagem à Índia — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A influencer brasileira Fernanda Santos, que denunciou ter sido vítima de um estupro coletivo na Índia, contou estar recebendo ataques depois de ter reportado o crime. Nas redes sociais, ela explicou que ela e o marido já viajaram para 66 países e que nunca tiveram problemas.

“Nós lemos vários comentários absurdos dizendo que nós trouxemos isso para nós mesmos ao virmos para a India”, escreveu o casal nas redes sociais.

👉 Antes: O crime aconteceu na última sexta-feira (1º), no distrito de Dumka. De acordo com a embaixada brasileira em Nova Déli, três dos sete suspeitos já foram identificados e estão presos. Os nomes deles não foram divulgados.

Nas redes sociais, o casal detalhou ainda que a polícia local já tem informações de quem são os outros suspeitos do crime e para onde eles podem ter fugido. Mas que pediram para que o casal não fale tanto sobre o assunto para não atrapalhar nas investigações.

Em nota, a embaixada brasileira afirmou que “seguirá à disposição para prestar toda a assistência cabível e acompanhar todos os desdobramentos do caso, em estreita coordenação com as autoridades espanholas e indianas”.

Quem é a influencer
Nas redes sociais, Fernanda tem um perfil próprio e outro junto com o marido, o espanhol Vicente Barbera. Juntos há dez anos, o casal viaja o mundo em motos e divide as aventuras que vivem com mais de 177 mil seguidores.

“Ao redor do mundo em uma motocicleta”, descrevem. Sempre sobre duas rodas, Fernanda e Vicente compartilham fotos e vídeos das belezas naturais, culturais e gastronômicas dos mais de 65 países onde eles já passaram.

Muito sorridente e alegre, Fernanda ainda mostra nas redes sociais a rotina dessas viagens e vídeos brincando, dançando e beijando o marido. Além disso, instruções de manutenção na moto e as rotas por onde passam.

Nas últimas publicações, o casal mostra que estava viajando pelo continente asiático. De acordo com a apuração da imprensa local, eles seguiam para o Nepal, decidiram acampar na região e, durante a noite, foram atacados.

Em nota, a embaixada brasileira afirmou que “seguirá à disposição para prestar toda a assistência cabível e acompanhar todos os desdobramentos do caso, em estreita coordenação com as autoridades espanholas e indianas”.

Fonte: g1

Veja Mais

Irã envia dezenas de drones para atacar Israel

Autoridades israelenses consideravam que ataque iraniano era iminente depois que o governo do Irã prometeu responder ao bombardeio israelense na embaixada do Irã na Síria, que matou comandantes da Guarda Revolucionária.

Deixe um comentário

Vídeos