Caldeirão dos mitos

Carlos amava Dora, que amava Lia, que amava Paulo, que amava toda quadrilha; esta parece ser a relação que se desenha em Brasília e que pode levar a CPI dos Correios à fornalha da pizza. É triste, mas é verdade; toda vez que o presidente da Câmara, deputado Severino Cavalcante, aparece na televisão, sinto profundo asco – e me vem a dúvida atroz: o nordestino merece isto? A figura do presidente da Câmara – é isto o que me parece – está sendo usada para servir à inspiração dos cartunistas; e, convenhamos que ele sempre dar a deixa – Severino é mesmo a figura hilária que o País vê na televisão.

Eu até acredito que Severino, muito envaidecido pela aparição na mídia, não queira queimar seu filme; ocorre que o passado de Severino não lhe dá respaldo e alguns dos deputados ameaçados de perderem o mandato já lhe fizeram ver isto; um deles, o ex-governador de Pernambuco e atual deputado federal Joaquim Francisco disse-lhe de dedo em riste: “Se você não tirar o meu nome da lista de cassação eu vou contar tudo o que sei sobre você”.

Pronto! Severino entrou em parafuso e, na tentativa de se salvar, chuta o que tem pela frente; quer eliminar os pedidos de cassação, sob a alegação de que não foram feitos pelos partidos. Não pensem que Severino quer salvar os amigos; ele quer salvar a si mesmo, porque sabe do poder destruidor da ameaça feita pelo ex-governador Joaquim Francisco. No começo dos trabalhos da CPI dos Correios, a perspectiva de assumir a presidência da República mexeu com a vaidade; Severino ficou chique e até se submeteu à cirurgia de catarata. A ameaça de Joaquim Francisco fez Severino colocar novamente os pés no chão.

A realidade que amedronta Severino é a munição que José Dirceu usa para continuar arrogante e ameaçador; Dirceu se especializou no Serviço Secreto Cubano, aprendeu as malícias das comunidades de informação – que são iguais em qualquer regime político -e sabe tudo sobre todos no Congresso Nacional. A crise política não é grave apenas pelas bandalheiras, mas pela encruzilhada; o presidente Lula sabia de tudo o que se passava, porque só lhe foi possível chegar à presidência da República graças às armações de Dirceu – e a relação se completa assim: Lula ama Dirceu, que ama Valdomiro, que ama Delúbio, que ama Valério, que ama Valdemar da Costa Neto, que amava Roberto Jerfesson, que amava…

Veja Mais

A vez agora é dos gatos

A cachorrada ainda toma conta dos lares brasileiros! Hoje os cães de estimação compõem uma população de aproximadamente 67,8 milhões...

Deixe um comentário

Vídeos