Região Nordeste fica fora do horário de verão

Normalmente os relógios são modificados no início de outubro
Normalmente os relógios são modificados no início de outubro

O horário de verão começa a vigorar à zero hora do dia 16 de outubro e vai até o dia 19 de fevereiro de 2006. A população da região Nordeste não precisará ajustar os relógios.

A medida será adotada em dez estados das regiões sul, sudeste e centro-oeste, além do Distrito Federal, por um período de aproximadamente 4 meses. A previsão é de que a redução na demanda de energia fique em torno de 4,6% nas regiões sudeste e centro-oeste e de 5% na região sul.

Com o horário de verão, o país vai deixar de consumir 2.340 Megawatts e reduzir significativamente os riscos de queda de energia. Para o ministro, a medida dará à população mais segurança no abastecimento de energia.

A adoção da medida é uma prática comum em todo o mundo. No Brasil, começou a vigorar no verão de 1931 e durou cinco meses. Da versão inicial até 1967, o sistema de horários diferenciados foi instituído nove vezes.

Em 1985 ressurgiu e vem sendo adotado até hoje sem interrupções. No total, foram assinados 31 decretos instituindo o horário de verão.

“É, sem dúvida, uma medida necessária porque praticamente elimina os riscos de sobrecarga do sistema no horário de ponta – que é o pico de consumo de energia – entre 19h e 22h”, afirma Silas Rondeau.

Na prática, o consumo máximo fica retardado em cerca de uma hora e seu valor é atenuado. É uma redução que resulta em economia para a sociedade, uma vez que dispensa aumento de tarifas com vistas a garantir recursos financeiros para investimentos com esse fim específico.

Fonte: Ministério das Minas e Energia

Veja Mais

Deixe um comentário