Ação integrada combate comércio ilegal de celular em Maceió

Renan BeloCelulares sem nota fiscal são apreendidos durante ação integrada. (Fotos: )

Celulares sem nota fiscal são apreendidos durante ação integrada. (Fotos: )

As Polícias Civil e Militar, em continuidade as ações de combate ao comércio de produtos de origem duvidosa, deflagraram mais uma operação na tarde desta sexta-feira (31).

A ação, que foi coordenada pelo delegado Fabrício Nascimento, do Núcleo de Inteligência da Delegacia Geral (NI), teve o objetivo de reforçar a fiscalização e comercialização de produtos sem notas fiscais, e de origem incerta. Diversos celulares e aparelhos eletrônicos foram apreendidos nos bairros do Tabuleiro do Martins e no Centro da capital alagoana.

O trabalho teve a participação de policiais civis do NI, Operação Asfixia, Tático Integrado de Repressão ao Narcotráfico (Tigre), e militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

O delegado Fabricio explicou que a finalidade da ação é combater os crimes patrimoniais, roubo e furto, além da receptação. “Qualquer pessoa que reconhecer algum aparelho apreendido como sendo de sua propriedade, deve procurar a sede da Deic, munido com o devido comprovante, para recuperá-lo”, frisou a autoridade policial.
O material apreendido foi conduzido para a sede da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), localizada no bairro da Santa Amélia, para conferência dos produtos, e confecção dos procedimentos cabíveis.

Renan BeloLojas do centro da cidade também foram vistoriadas.

Lojas do centro da cidade também foram vistoriadas.

Renan BeloLojas foram vistoriadas na parte alta da cidade.

Lojas foram vistoriadas na parte alta da cidade.

Fonte: Ascom PC

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *