Assassino de Silvânio Barbosa alega que matou para roubar

Cortesia/PM

Material apreendido com o suspeito de matar Silvânio

Latrocínio. Esta teria sido a motivação do assassinato do vereador Silvânio Barbosa, segundo versão apresentada pelo suspeito preso, na noite deste sábado, 8, na cidade de Pombal, na Paraíba. Policiais da 3ª Companhia do 14º Batalhão da cidade paraibana, informaram que a prisão ocorreu por volta das 20h30m, após a identificação de um veículo suspeito nas imediações da UFCG.

A Polícia parou o veículo e, durante busca pelo nome do proprietário do Civi branco de placa QLH 7999, descobriu que se tratava do vereador Silvânio Barbosa, encontrado morto em seu apartamento, em Maceió. Ao volante estava Henrique Matheus da Silva Sousa, que teria confessado o crime.

Cortesia/PM

Carro de Silvânio Barbosa encontrado na Paraíba

Ainda segundo a PM da Paraíba, Henrique teria informado de forma fria, que matou o vereador para roubar. Os dois estavam próximos há cerca de 15 dias, tempo suficiente para que observasse o poder aquisitivo da vítima. Ele confessa que teve relação sexual com a vítima e que premeditou o crime. Com ele a polícia encontrou vários relógios, aparelho celular, tênis, além da quantia de R$9.780,00, em espécie.

Henrique Matheus foi levado inicialmente à Delegacia de Polícia Civil  de Pombal, depois entre à equipe da Deic, que está realizando a transferência para Alagoas.

Desconfiança

O irmão de Silvânio Barbosa, Célio Barbosa, já havia dito à imprensa neste sábado que desconfiava que o crime havia sido premeditado. Na cena do crime a Polícia teria encontrado o ar condicionado ligado e também um ventilador ligado em direção a janela.

Célio também comentou que Silvânio confiava demais nas pessoas. “Ele achava que não iria acontecer aquilo com ele. Por ele confiar tanto nas pessoas, olha o resultado…”

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações