Justiça decreta prisão preventiva do incendiário da Gruta

Em audiência de custódia realizada nesta quarta-feira, 14, a justiça decidiu converter em preventiva, a prisão em flagrante de Ronaldo Adriano da Silva, 30 anos, que confessou ter incendiado dois carros e um salão de beleza, localizado na Rua Dr. Abelardo Pontes Lima, no bairro da Gruta de Lourdes. O Morador em situação de rua conta que não lembra o motivo do ato criminoso e alega que estava sob efeito de álcool e outra drogas.

A justiça entendeu que Ronaldo deve ser mantido preso para garantir a ordem pública. “Posto que observa-se a reiteração de atos criminosos por parte do autor, cujos processos estão em andamento, que denota a contumácia de condutas reprováveis, fato que, ora, exige reprimenda necessária para conter tais condutas e o prejuízo causado não pode ficar impune ficando o custodiado solto para continuar cometendo delitos”, diz a decisão.

Ronaldo foi identificado por um vigilante que o deteve e o entregou à Polícia. O autor do crime confessa que tem outras passagens pela polícia por crimes de furto e roubo. No entanto, ao ser questionado sobre o motivo que o levou a incendiar o patrimônio de dois empresários, ele garante não os conhece e que perdeu a noção.

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações