Familiares de gêmeo assassinado acusam PC de excesso; OAB vai se reunir

A mãe e o padrasto do menino Danilo Almeida, morto a golpes de arma branca no último dia 12, no bairro do Clima Bom, em Maceió,  foram obrigados a prestar novo depoimento à Polícia Civil de Alagoas. O depoimento teve início na noite de ontem (15) e só foi encerrado no começo da manhã desta quarta-feira (16) e foi prestado ao delegado Bruno Emílio.

O novo depoimento teria sido motivado pelo fato de familiares da vítima denunciarem o padrasto, o mecânico José Roberto, por suposto envolvimento no crime. Casado há cerca de um ano com a mãe dos gêmeos, Darneia Almeida, José Roberto nega veementemente as acusações e questiona o método da Polícia Civil de Alagoas.

A reportagem do Alagoas 24 horas entrou em contato com a PC por meio da sua assessoria e foi informada que uma nota oficial será emitida ainda hoje. Também por meio de nota, a assessoria da OAB informou que “só vai se posicionar sobre os recentes fatos vinculados ao caso da criança de 7 anos encontrada morta em Maceió, após se reunir com a Delegacia Geral da Polícia Civil. Além do presidente Nivaldo Barbosa, os presidentes das comissões de Defesa da Criança e do Adolescente, Paulo Paraízo, e dos Direitos Humanos, Anne Caroline Fidélis, estão acompanhando o caso”.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações