Tenente e ‘falso PM’ são presos suspeitos de matar por terreno de R$ 1 milhão

Reprodução/TV Pajuçara

Veículo do suspeito foi identificado por testemunhas

A Polícia Civil de Alagoas prendeu nesta sexta-feira (8), em cumprimento a mandado judicial, dois suspeitos de participação no assassinato do empresário Luciano de Albuquerque Cavalcante, 40 anos, executado a tiros no dia 25 de outubro dentro de um veículo no bairro Cidade Universitária.

As prisões foram realizadas pela equipe da delegada Taciana Ribeiro, no Complexo Benedito Bentes e no Conjunto Henrique Equelman. Foram presos o tenente da reserva da Polícia Militar José Gilberto Cavalcante de Góes e Wagner Luiz das Neves Silva, este último se passava por militar do Serviço de Inteligência.

Segundo a delegada, o veículo de Wagner Luiz, o Voyage branco de placa QLJ 3302/AL, teria sido visto no local do crime por testemunhas. Ainda de acordo com Ribeiro, Wagner teria tentado descaracterizar o próprio veículo retirando um reboque e colando um adesivo.

Na residência dele, além do carro, foram apreendidos vários fardamentos da Polícia Militar. Na casa do tenente José Gilberto, a PC apreendei documentos que estão sendo analisados e cartuchos .40.

Para a polícia, a motivação para o crime foi um terreno avaliado em R$ 1 milhão. A vítima estaria cobrando a José Gilberto cerca de R$ 3 mil. Os suspeitos foram encaminhados para a sede do Complexo de Delegacias, em Bebedouro, onde permanecerão à disposição da Justiça.

 

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *