Capitão do Vasco, Castan opina sobre movimentação do Flamengo visando retorno às atividades: “Estão assumindo um risco”

Rafael Ribeiro / CR Vasco da Gama

Nesta segunda-feira (18 de maio) os jogadores do Flamengo enfim voltaram ao CT do Ninho do Urubu, após mais de dois meses, e realizaram exames para a Covid-19. Apesar de o retorno oficial dos treinos ainda não ter sido confirmado e a quarentena ainda estar em vigor no Rio de Janeiro, o Rubro-Negro prepara uma retomada das suas atividades ainda nesta semana, aguardando apenas um aval das autoridades públicas e também os resultados dos testes do elenco.

Em entrevista exclusiva ao Expediente Futebol desta segunda, o zagueiro e capitão do Vasco, Leandro Castan, falou como o tema do retorno às atividades vem sendo tratado internamente pelo Cruz-Maltino e também opinou sobre a intenção do arquirrival.

Segundo Castan, em São Januário o departamento médico do clube passou, em conversa com todos os jogadores, quais serão os protocolos utilizados quando o Vasco retornar às atividades, algo que também só acontecerá mediante autorização das autoridades responsáveis.

Em relação à movimentação do Rubro-Negro, visando um retorno muito em breve às suas atividades, ele deixou claro que isso é responsabilidade única e exclusiva do Flamengo, que estará assumindo um risco caso algo aconteça.

“Acho que cada caso é um caso. Acredito que, se o Flamengo está assumindo essa responsabilidade, se acontecer alguma coisa eles vão ser responsáveis. É um assunto que cabe a eles e estão assumindo um risco. No caso do Vasco, a gente teve uma conversa com os médicos. Passaram para a gente todos os protocolos que serão realizados, então eu me sinto muito tranquilo na questão de voltar. Só temos que ter um cuidado muito grande porque é uma situação onde tem muita gente morrendo, o Brasil está numa situação de calamidade na saúde e temos que ter esse cuidado com o que estaremos transmitindo”, começou falando.

“Acho que temos que tomar cuidado com os exemplos que estamos dando, não sei se é o momento correto ou não, mas eu me sinto seguro. Temos que ter cuidado de passar um recado para todo mundo…não tem nem data para voltar a jogar ainda, por que a gente vai voltar a treinar agora se a gente não sabe ainda nem se vai jogar? Tem que ser uma coisa conversada. Se o Flamengo está sendo responsável, está dando toda a estrutura, legal, beleza. A responsabilidade é deles. Quando a gente tiver a autorização do Governo, que foi o que os médicos (do Vasco) nos passaram, vamos voltar também”, completou.

Fonte: FOX Sports

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *