Capes prorroga para até três meses mais de 12 mil bolsas de pesquisas por causa da pandemia

Estudantes de mestrado e doutorados atingidos pelo isolamento social serão beneficiados

Agência Educa Mais Brasil

Pesquisadores de mestrado e doutorado que tiveram seus trabalhos interrompidos em virtude da pandemia do coronavírus podem ter suas pesquisas financiadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) por mais até três meses. A decisão, que contempla mais de 12 mil bolsas de pesquisa, foi implementada em caráter excepcional e publicada na Portaria nº 55.

De acordo com a Capes, o pedido de prorrogação das bolsas é de responsabilidade das instituições de ensino superior as quais os estudantes estão vinculados. As universidades podem realizar o procedimento a qualquer momento, registrando interesse no Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA) da Capes.

A recomendação do órgão é de que as instituições de ensino efetuem a prorrogação das bolsas em que a pesquisa foi afetada pelo isolamento social imposto pela Covid-19 – ou seja, as quais os estudantes não puderam realizar pesquisa de campo, por exemplo. “Nosso esforço é justamente na direção de ajudar nossos bolsistas, dando mais tempo para concluírem com êxito suas pesquisas”, destacou o presidente da Capes, Benedito Aguiar.

A prorrogação integra uma das medidas da Capes que visam diminuir os impactos da pandemia na pós-graduação do país. Além dessa, a Coordenação também lançou o Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias para auxiliar a realização de pesquisas em combate ao coronavírus. Foram financiadas 2.600 bolsas de pesquisa para cursos das áreas de Saúde e Exatas, e apoio a até 87 projetos de pesquisa.

 

*com informações da Capes

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *