‘Musa da Bala’ é presa em SP após usar as redes sociais para divulgar a venda de drogas

Ela anunciava drogas pelas redes sociais e enviava aos clientes por delivery. Polícia Civil aponta que entorpecentes abasteciam 'festas secretas' da região.

Reprodução

Uma mulher foi presa em flagrante durante investigações que apuravam a venda de drogas sintéticas em ‘festas secretas’ em Santos, no litoral de São Paulo. Paloma Alves dos Santos, de 25 anos, vendia ecstasy pelas redes sociais e entregava aos clientes via delivery. De acordo com informações obtidas pelo G1 nesta sexta-feira (7), Paloma era conhecida nas festas da região como ‘Musa da Bala’.

Segundo apurado pelo G1, investigações apontavam que Paloma utilizava aplicativos de mensagens e ferramentas das redes sociais para oferecer as drogas, que abasteciam ‘festas secretas’ da região. Ela anunciava as drogas por meio dos ‘stories’, fotos temporárias que ficam disponíveis aos usuários por apenas 24h.

Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, policiais da 1ª Delegacia de Investigações Criminais (Deic) foram à residência da mulher, na Vila Belmiro. No local, encontraram Paloma que, após ouvir as acusações, admitiu o tráfico das drogas sintéticas.

Em seguida, ela foi até seu quarto e retirou, de dentro do guarda-roupas, uma caixa de sapato com 385 comprimidos de ecstasy, duas porções de ‘MD’, uma porção de maconha, ketamina e cinco pontos de LSD.

Além disso, no quarto dela também foram encontrados uma balança digital para pesagem das drogas, um caderno com anotações, um celular e embalagens plásticas vazias, que seriam utilizadas para a venda das drogas. Como justificativa, Paloma chegou a confessar que vendia os entorpecentes motivada por “necessidade”, alegando dificuldades financeiras.

A ordem judicial também abrange celulares e outros equipamentos eletrônicos e, por conta disso, está autorizado o acesso aos arquivos, inclusive os armazenados na nuvem. O objetivo da investigação é identificar seus clientes e, principalmente, os fornecedores das drogas e possíveis sócios do negócio. Ela foi presa por tráfico de entorpecentes e encaminhada à Cadeia Feminina de São Vicente nesta sexta-feira (7).

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *