Em vídeo, DJ Ivis pede desculpa após agredir ex-mulher: ‘Errei, assumo meu erro’

Cantor DJ Ivis grava vídeo pedindo desculpa e assume erro agredir a ex-mulher, Pamella Holanda — Foto: Reprodução Prisão

DJ Ivis gravou um vídeo antes de ser preso pedindo desculpas e assumindo o que chamou de “erro”. A mensagem foi divulgada neste sábado (17) pelo advogado do cantor, Igor Coutinho. Ivis foi preso na quarta-feira (14), dias após a ex-mulher, Pamella Holanda, divulgar imagens que mostram agressões que eram praticadas por ele desde dezembro.

“Eu estou vendo sozinho, tentando ser forte, mas não existe mais força. Eu estou passando aqui pra dizer pra cada um de vocês, pra você que é mãe, pra você que é filha, pra você que é pai, pra você que é família, pra você, Pamella: eu errei, assumo meu erro”, afirma DJ Ivis em um trecho da gravação, divulgada neste sábado.

Conforme o advogado do cantor, a mensagem foi gravada cerca de 20 minutos antes de ele ser preso, na tarde de quarta-feira.

“Sou difícil pra chorar, já levei muita pedrada, mas eu sempre tive que ser forte. Muita gente já tentou me derrubar, mas eu sozinho me derrubei e não posso voltar atrás”, acrescenta.

“A intenção de Ivis, ao reconhecer os erros que cometeu, era pedir perdão à Pamella, às mulheres, aos fãs e a todos que decepcionou”, afirmou o advogado Igor Coutinho. Um segundo advogado que defende Ivis no caso, André Quezado, afirmou ao G1 que vai solicitar a soltura do cliente por meio de habeas corpus, mas não detalhou sobre o pedido.

Em entrevista no programa Encontro com Fátima, Pamella afirmou que não havia denunciado antes por temer que não conseguir provar as agressões, mas revelou o caso após ter provas obtidas em vídeos feito pelas câmeras na residência.

DJ Ivis foi transferido da Delegacia de Capturas, no Centro de Fortaleza, para o presídio Irmã Imelda Lima Pontes, na região metropolitana da capital, na tarde desta sexta-feira (16).

A Polícia Civil investiga as agressões cometidas pelo cantor em dois inquéritos policiais. Um deles aberto a partir de um BO feito por Pamella, na cidade de Eusébio, em 3 de julho, e o outro, fundamentado nos vídeos. A prisão não foi diretamente motivada pelos vídeos, mas eles foram importantes para o pedido de prisão do cantor, disse o secretário da Segurança do Ceará, Sandro Caron.

Segundo a polícia, Ivis foi detido de forma preventiva por garantia da ordem pública e por apresentar risco de fuga. O DJ está agora à disposição da Justiça.

Na audiência de custódia, alguém preso em flagrante ou por mandado de prisão provisória vai à presença de um juiz, de um membro do Ministério Público, da Defensoria Pública ou de seu próprio advogado para que seja verificada a legalidade da prisão.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe um comentário