Ortopedia pediátrica é mais um serviço ofertado na Santa Casa de Maceió

Hospital alagoano amplia subespecialidades do Serviço de Ortopedia e Traumatologia

Daniel Menezes, ortopedista pediátrico da Santa Casa de Maceió

O Serviço de Ortopedia e Traumatologia da Santa Casa de Misericórdia de Maceió foi organizado em 2009 e, até 2020, dispunha de especialistas em pé, joelho, quadril, mão, coluna, ombro e oncologia ortopédica. Este ano, o hospital passou a ofertar uma subespecialidade direcionada à crianças e adolescentes, a ortopedia pediátrica. Com um time de retaguarda na Emergência Ortopédica para as patologias especificas, o novo membro do serviço passa a atender pacientes até 16 anos.

“O ortopedista pediátrico realiza a identificação e tratamento (cirúrgico ou não) dos principais distúrbios osteomusculares que ocorrem em crianças e adolescentes que as impedem de um desenvolvimento pleno funcional do sistema locomotor, além de dar a correta orientação para as alterações fisiológicas que esse sistema sofre com o tempo”, explicou o ortopedista pediátrico, Daniel Menezes.

Com a adição da subespecialidade, o atendimento ficou ainda mais preciso com a possibilidade de identificar corretamente as doenças próprias da idade e tratá-las da melhor forma para propiciar uma funcionalidade adequada, visto que o esqueleto dessa faixa etária encontra-se em pleno desenvolvimento. Em crianças menores, que não se comunicam corretamente, o profissional vai identificar sinais clínicos de patologias tratáveis.

“Ter um profissional com formação acadêmica, com vivência prática e familiarizado com as manifestações ortopédicas próprias dessas idades, situações específicas e distintas do adulto, pois o sistema ósseo infantil encontra-se em constantes mudanças devido ao crescimento”, destacou o especialista.

Na Emergência Ortopédica, a lesão óssea ou muscular causada por quedas é o principal motivo de atendimento. Entre as mais comuns estão as de membros superiores (punho, antebraço e cotovelo). Para diminuir o risco, o ortopedista Daniel Menezes orienta que é necessário que a criança evite brincar em locais de grande altura para elas e sem adultos por perto.

Além de traumas e fraturas do aparelho músculo-esquelético atendidos na Emergência, o ortopedista pediátrico deve ser procurado nas consultas eletivas quando houver deformidades dos membros e da coluna vertebral, que são geralmente observadas ao nascimento ou durante o desenvolvimento (pé plano ou torto, escoliose, diferenças de comprimento dos membros), e anormalidades de marcha. O profissional vai realizar exames físicos necessários para cada caso e/ou solicitar exames de imagem.

Fonte: Ascom Santa Casa

Veja Mais

Deixe um comentário