USP é a 90ª universidade mais bem vista pelos empregadores no mundo, diz pesquisa

Ranking internacional leva em conta critérios como: desenvolvimento de habilidades digitais, especializações e excelência acadêmica. Cerca de 11 mil recrutadores de empresas avaliaram instituições de ensino de 44 países.

Vista aérea da Praça do Relógio, na Cidade Universitária da USP, na Zona Oeste de São Paulo. — Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

A Universidade de São Paulo (USP) foi considerada a 90ª instituição de ensino mais bem vista pelos empregadores, segundo um ranking divulgado nesta quarta-feira (24) pela empresa global de dados Times Higher Education.

Na edição anterior dessa mesma pesquisa, em 2020, a USP havia ficado em 109º lugar.

Para elaborar a lista, 11 mil recrutadores de empresas avaliaram instituições de ensino de 44 países, a partir dos seguintes critérios:

desenvolvimento de “soft skills” (habilidades comportamentais como resiliência, confiança, motivação e comunicação);
especialização e capacitação para pesquisa;
foco em carreira;
desempenho na área digital;
excelência acadêmica;
internacionalismo.

“O ranking ajuda os alunos a escolherem as universidades que oferecem melhores perspectivas de empregabilidade”, afirma Sandrine Belloc, gerente da pesquisa.

“Mostra como digitalização, especialização ou habilidades sociais são cada vez mais importantes – muito mais do que o prestígio de uma universidade.”
Estados Unidos lideram
Os jurados nomearam as 250 universidades mais bem vistas pelos empregadores.

As três com melhor colocação no ranking são dos Estados Unidos. Veja o top 10 abaixo:

Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA)
Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA)
Universidade Harvard (EUA)
Universidade de Cambridge (Reino Unido)
Universidade Stanford (EUA)
Universidade de Tóquio (Japão)
Universidade Yale (EUA)
Universidade de Oxford (Reino Unido)
Universidade Nacional de Singapura (Singapura)
Universidade Princeton (EUA)
Na lista dos 10 países mais mencionados pelos recrutadores, aparecem também, além dos listados acima: França, Alemanha, China, Canadá, Austrália, Suíça e Holanda.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe um comentário