Hemoal segue novos critérios para voluntários que tiveram Covid-19 e desejam doar sangue

Doação de sangue pode ser realizada após o 10º dia de recuperação da Covid

O Hemocentro de Alagoas (Hemoal) passou a adotar novos critérios para os voluntários que tiveram Covid-19 e desejam se candidatar à doação de sangue. A partir de agora, conforme estabeleceu o Ministério da Saúde (MS), os candidatos devem aguardar uma quarentena de apenas 10 dias, contados após a recuperação da doença provocada pelo novo coronavírus.

A medida já está em vigor e aboliu o critério anterior. Até a semana passada, após se recuperar da Covid-19, os voluntários tinham que aguardar 30 dias para se candidatar à doação de sangue. O novo período de quarentena deve ser seguido, também, por aqueles que tenham testado positivo para a doença pandêmica, mas, estão assintomáticos.

No caso dos voluntários que tiveram contato próximo com uma pessoa diagnosticada com a Covid-19, a inaptidão é de sete dias e não mais de 14. O Ministério da Saúde especifica, também, que ficam inaptos para doar sangue os profissionais de saúde que não estejam usando os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequadamente.

Segundo a gerente de Hemoal, hematologista Verônica Guedes, os novos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde em Nota Técnica, se baseiam em evidências científicas. “Foi considerada a literatura científica que mostra, até o momento, baixo risco de transmissão do novo coronavírus por transfusão sanguínea, não havendo nenhum caso relatado, segundo a Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados”, salientou.

Vacinação – No caso da vacinação contra a Covid-19, os critérios para doação de sangue permanecem os mesmos especificados desde o início da Campanha de Vacinação, em janeiro do ano passado. No caso dos voluntários vacinados com a CoronaVac, a doação de sangue pode ocorrer 48 horas depois. Já quanto aos imunizantes AstraZeneca, Pfizer e Janssen, o intervalo é de 7 dias.

É importante recordar, ainda segundo a gerente do Hemoal, que existem os critérios convencionais para se candidatar à doação de sangue. “O voluntário deve estar usando máscara, ter boa saúde, no mínimo 16 anos de idade, peso igual ou superior a 50 quilos e estar portando um documento de identificação com foto. É considerado inapto o candidato que tenha contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e, após os 11 anos, hepatite”, informou Verônica Guedes

Ela orienta que o voluntário deve comparecer alimentado ao Hemoal ou ao posto de coleta externa e, no caso de novas doações, os homens devem respeitar um intervalo de dois meses e as mulheres de três. Com relação à doação de sangue feminina, apenas não é recomendada para as mulheres que estão em período gestacional ou para as mães que estejam amamentando.

“No caso do voluntário que tenha menos de 18 anos, é necessário estar acompanhado de um responsável legal, portando os documentos oficiais e originais. E se o candidato colocou um piercing ou fez tatuagem, maquiagem definitiva e micropigmentação, a doação de sangue só pode ocorrer após um ano, segundo determinação do Ministério da Saúde”, ressaltou Verônica Guedes.

Fonte: Sesau

Veja Mais

Deixe um comentário