Rei Roberto Carlos surpreende: ‘Sou a favor do casamento gay’

Fãs a bordo do cruzeiro "Emoções em alto-mar" e um grupo de jornalistas participaram da coletiva de imprensa com o cantor e compositor Roberto Carlos, na tarde desta quinta-feira, 5. Com o navio ancorado em Búzios, o Rei respondeu a perguntas na presença de parte de seu público de 4 mil pessoas embarcadas.

Bem humorado, Roberto não fugiu de temas polêmicos, como sua relação com Tim Maia, política, fé e até casamento gay. "Eu sou a favor do casamento gay. Pode rolar uma homenagem ao público gay. Um dia quem sabe eu faça uma música para eles", afirmou.

Eu e Tim tínhamos uma relação distante, éramos de turmas diferentes, mas essas coisas jamais existiram."

Roberto Carlos

Sobre a suposta traição a Tim – e sobre cenas que relatam a relação dos dois na recente cinebiografia "Tim Maia", de Mauro Lima -, Roberto foi direto e enfático. "Nunca briguei com o Tim Maia. Sei da história toda. Em primeiro lugar, quando fizemos o grupo, eu, Erasmo e Tim tínhamos o objetivo de fazer carreira solo. Nunca existiu a ilusão de que eu não queria fazer carreira solo. Quando eu saí do grupo não teve nenhuma reação. Não existiu aquilo de jogar pão. Isso é uma mentira. Quando o Tim tinha 16 ou 17 anos ele foi para os EUA e me procurou. Escalei ele na Jovem Guarda por duas ou três vezes. Foi maravilhoso. Eu pedi na CBS para fazer um disco com ele. Ele fez o primeiro disco dele na CBS, mas não fez o sucesso que ele esperava", afirmou.

Ainda citando cenas da biografia de Tim Maia – retratada em livro e filme – Roberto desabafou: "Sempre tivemos uma relação, embora distante. Mas nunca ninguém viu essa cena de enrolar o dinheiro e jogar para ele. Colocaram um assessor lá que nunca existiu. Jamais eu teria admitido que um assessor tivesse essa atitude. Isso eu não vi e ninguém viu. Essas coisas estão muito deturpadas. Isso é uma coisa muito delicada de dizer sem fazer uma investigação mais profunda.

Quero dizer que isso jamais aconteceu. Nós tínhamos uma relação distante, éramos de turmas diferentes, mas essas coisas jamais existiram. Isso é uma mentira." (Em referência à relação dos dois desde o grupo Os Sputniks e a cenas retratadas no filme. Entre elas, um momento no qual Tim, sentindo-se traído e desprezado, teria atirado um pão em Roberto. Em outra, um suposto assessor atira notas de dinheiro amassadas para Tim).

A ex-BBB Fani , que também curtia o cruzeiro, também participou da entrevista fazendo perguntas. Ela questionou se o cantor se assusta com mulheres que correm atrás do que querem e ele garantiu que não. Sobre como faz para conquistar uma mulher, ele respondeu: "Cada mulher tem seu jeito e seu gosto. Conquistar uma mulher é uma coisa muito relativa. Tem de estudar e fazer uma média".
Se estou solteiro na hora certa vou dizer."

Roberto Carlos

Roberto, no entanto, não quis dizer se está solteiro ou não. "A mulher ideal é a que a gente ama a gente olha nos olhos e no rosto, e no todo e vai vendo… Não existe um tipo. E se estou solteiro na hora certa vou dizer", despistou.

Dentre as revelações da entrevista, Roberto contou que gostou da minissérie "Felizes para sempre?" e elogiou a protagonista Paolla Oliveira. "Paolla é fantástica, é uma mulher linda. A minissérie é muito arrojada. Eu olho e penso: ‘Caramba, está no ar isso daí? Eu não desligo, não. Gosto do que vejo."

Leia outros trechos da entrevista:

Como lida com constantes pedidos de paternidade
"Quando me pedem paternidade eu acho normal estico o braço para coletar o material. Só uma vez deu positivo, meu filho Rafael. Já recebi pedidos de reconhecimento de paternidade de gente que nunca conheci".

Sobre o cenário político do Brasil: "Eu acredito no Brasil que não tenha esse problema de corrupção. Tem de se chegar à verdade e acabar. Espero que o que aconteceu de ontem para hoje seja para o bem do Brasil."

Sobre perfeccionismo: "Dizem que sou chato e pentelho. Eu não entrego um disco nunca, tem uma hora que não me deixam mais trabalhar nele por causa de prazo e coisas assim."

O que escuta hoje:

"Eu escuto tudo. Ligo o rádio no carro. Ouço e aprendo muito. É importante estar aprendendo sempre. Aprendo com os jovens também, é importante ouvir."

Sobre fé:

"Aprendi a ter fé com a minha mãe. Minha fé é muito realista. Muito equilibrada. Sei o que pode e o que não pode. Não sou tão praticante quanto antigamente, mas continuo rezando e acreditando em Deus e em Jesus Cristo."

Na noite de quarta-feira, 4, Roberto Carlos fez um show seguindo o roteiro de clássicos. Provocando o público, ele disse que "nunca foi inocente" e que se sentia feliz por "dormir sob o mesmo teto" que o público.

O Cruzeiro segue viagem para Angra dos Reis na sexta-feira, 6. No sábado, o navio ancora em Ilha Bela. A viagem termina em Santos no domingo, 8.

Fonte: Ego

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações