TSE registra cerca de duas mil regularizações em AL; saiba como não perder o título

Depois de muita campanha e divulgação, apenas 7,16% dos eleitores que deixaram de votar nos três últimos pleitos regularizaram os títulos em Alagoas.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, pouco mais de 26 mil eleitores (26.079) estavam com o título irregular em Alagoas, mas o primeiro levantamento divulgado depois do fim do prazo mostra que 1.866 eleitores conseguiram regularizar a situação.

Em Maceió, a fila chegou ao fim da rua e os funcionários do Tribunal Regional Eleitoral chegaram a dizer que nem todos precisavam correr para o fórum, como pessoas que queriam tirar a primeira via do título.

“Nesta semana recebemos um grande número de pessoas com título já cancelado ou que desejavam tirar a primeira via do título de eleitor. Os eleitores poderiam evitar as filas, já que esses problemas, poderão ser resolvidos até o ano que vem, por não termos eleição até meados de 2008”, afirmou Fábio Adilson da Silva, que é chefe do cartório da 1ª zona eleitoral.

Cancelamento

Os eleitores que não sanaram a pendência, mas quiserem evitar o cancelamento, podem procurar o cartório eleitoral. No entanto, terão de abrir um processo e juntar a documentação necessária ao requerimento, que será julgado pelo juiz eleitoral.

Essa tramitação exige mais tempo do que o pedido efetuado no prazo regular. O cadastro será reaberto para futuras regularizações no próximo dia 14 de maio.

Se perder o título, o eleitor faltoso deixa de contar com alguns direitos essenciais à cidadania. Não pode tirar documentos de identidade ou passaporte, renovar matrícula em escola pública, inscrever-se em concurso público, participar de concorrências em órgãos públicos, praticar qualquer ato que exija quitação do serviço militar ou imposto de renda, e, se for servidor público, não recebe sequer o salário correspondente ao segundo mês subseqüente ao da eleição (artigo 7º, incisos I a VII do Código Eleitoral).

Veja Mais

Deixe um comentário