Mulheres e artesãos são os que mais pedem empréstimos

Público feminino representa 60% da carteira de clientes do Banco do Cidadão

As mulheres e os profissionais do artesanato são os clientes que mais pedem empréstimos no Banco do Cidadão. De acordo com levantamento do órgão financeiro, costureiras e pessoas que lidam com atividades artesanais representam mais de 1/3 da carteira de clientes do microcrédito.

Os números oficiais registrados pelo sistema também indicam que o mesmo percentual (1/3) equivale a ambulantes e pessoas que trabalham no ramo da alimentação, como donos de pequenas bodegas, carrinhos de lanche e vendedores de caldo de cana.

Cerca de 92% dos candidatos a empréstimos são trabalhadores do mercado informal, 32% com renda mínima de até um salário, 36% com rendimentos entre um a dois salários e 16% recebendo até três salários mínimos.

“O restante dos empréstimos concedidos destinam-se a uma variedade de empreendimentos, como os pequenos criadores de animais, fruticultores e taxistas”, diz o presidente do Banco do Cidadão, Pedro Verdino.

Os recursos para financiamento de linhas de crédito do Banco do Cidadão são disponibilizados pelo Governo do Estado, por meio do Funcred – Fundo de Microcrédito.

Realizando o sonho do pequeno negócio

Do total de clientes do Banco do Cidadão, mais de 60% estão em Maceió. A maioria, pessoas que nunca tiveram acesso ao sistema financeiro convencional e pela primeira vez conseguem realizar o sonho do pequeno negócio.

Entre os candidatos ao primeiro empréstimo, 56% realizam saques de até R$ 500, 40% solicitam valores de até R$ 1 mil, e dos que renovam o empréstimo, a média de crédito fica em torno de R$ 700.

Nos últimos meses, o Banco do Cidadão tem registrado maior procura por empréstimos, porém os valores creditados estão a baixo da média de R$ 700. “Isto reflete estamos beneficiando cada vez mais aqueles que não encontram espaço no sistema convencional de crédito”, observou Verdino.

Cerca de 34% dos clientes que procuram o Banco, são pessoas com atividade comercial no próprio domicílio. As sacoleiras e vendedores informais representam 22% dos clientes. Em 92% dos casos, os empréstimos são concedidos para garantia de capital de giro.

Na relação de clientes beneficiados, 70% apresentam como garantia o aval solidário. A média de escolaridade dos clientes é o ensino fundamental completo, totalizando 64% dos correntistas.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *