Grupo italiano anuncia construção de resort em Ipioca

Uma comitiva de empresários italianos do grupo Axe se reuniu esta tarde com o governador Ronaldo Lessa, o vice-Governador Luis Abílio, o secretário coordenador de Desenvolvimento Econômico, Arnóbio Cavalcanti, e outras autoridades do Estado, para anunciar mais um investimento milionário em Alagoas. Trata-se de um resort-hotel que será construído na praia de Ipioca, litoral Norte de Maceió.

Na reunião desta tarde, o presidente do grupo que integra uma sociedade italiana de investimento no País (o Bravo Club), Mário Liberatori, e o diretor delegado, Marco Mingoli, apresentaram o projeto que prevê a construção do resort com 192 leitos em uma área já adquirida de 10,5 hectares. O valor a ser investido não foi divulgado, já que são negociados ainda mecanismos de isenções fiscais do Estado para a obra. As negociações entre o grupo e Governo, por meio da Célula de Desenvolvimento Econômico, começaram no ano passado.

ENTREGA

A intenção do grupo é iniciar a construção do resort ainda este ano. Na verdade, só restam alguns entendimentos entre o grupo e os governos estadual e municipal para a liberação de certidões que autorizem o início das atividades.

Embora não tenha data de começo, os empresários deixaram claro que a conclusão do resort deve ocorrer até novembro do próximo ano. É que o primeiro vôo Roma-Milão-Maceió, que trará turistas italianos para o local, já está agendado para o dia 1º de dezembro de 2006. Quem vai operar o destino é a empresa italiana de aviação Neos, que vai disponibilizar regularmente um vôo para até 280 passageiros. A venda do destino Maceió na Itália será feita pela também italiana Alpitur.

Segundo o presidente Mário Liberatori, a escolha de Maceió como primeiro investimento no País deve-se à excelente oportunidade de negócios no ramo do turismo, apresentada pelo Estado. “Fizemos visitas a outras cidades, e diagnosticamos que aqui é o local ideal. Alagoas tem potencial, clima, belas praias e um povo muito hospitaleiro”, ressaltou.

Liberatori afirma ainda que o grupo pretende dar início a uma série de investimentos em Alagoas, a partir da construção do resort. A idéia é que, após a entrada em funcionamento do hotel, o grupo entre no ramo de condomínios fechados para casas de veraneios, que serão vendidas na Europa. “Esse é o outro passo”, confirma.

Para o secretário Arnóbio Cavalcanti, essa é mais uma oportunidade de Alagoas alavancar negócios na área de turismo. “Temos agora uma nova vertente de negócios, já que inauguramos um aeroporto internacional. A chegada desse grupo em Alagoas é fruto de negociações que não são finalizadas de uma hora para outra, mas sim que levam meses e anos até que seja fechado um empreendimento deste porte”, destaca Cavalcanti.

Veja Mais

A matemática dos favoritos

Não importa a modalidade, sempre existirá um favorito. Todas as competições esportivas, individuais ou coletivas, têm uma lista de candidatos...

Deixe um comentário