Segurança é condenado a 18 anos de prisão

Por unanimidade o Conselho de Sentença condenou o segurança José Robson dos Santos, 33 anos, a 18 anos de prisão por tentativa de homicídio duplamente qualificado.

O advogado de José Robson, Júlio César Cavalcante, afirmou que vai recorrer à sentença alegando não existirem provas materiais para a condenação do cliente.

Para José Robson, ele foi injustiçado. “Eu não fiz isso com ela nela. Ela tentou suicídio e apenas me acusou para estragar minha vida”, disse.

Já a vítima, Jakeline Rocha da Silva (27), afirmou estar satisfeita com a condenação. “A justiça foi feita, agora vou seguir minha vida. Vou tentar uma cirurgia plástica no rosto”, ressaltou.

Durante todo o julgamento, que teve início por volta das 14h, o auditório do Fórum esteve lotado. Parentes e amigos do acusado e da vítima acompanharam esperaram ansiosos pelo veredicto do caso.

Crime

O crime ocorreu no dia 20 de dezembro de 2000, quando, por motivo de ciúmes, José Robson ateou fogo no corpo de sua ex-companheira, Jakeline Rocha da Silva, num matagal no bairro do Rio Novo.

Em depoimento ao juiz Manoel Tenório, a vítima disse que apenas conseguiu se salvar porque choveu no dia do incidente, o que fez com que as chamas se apagassem.

Por causa do fogo, Jakeline teve o rosto desfigurado e perdeu o olho direito.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações