Relatora não quer mudanças em lei de cotas para pessoas com deficiência

A relatora do Estatuto da Pessoa com Deficiência, deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP), que rebatizou a proposta de Lei Brasileira da Inclusão, disse que não pretende mexer na lei das cotas, que obriga empresas com mais de 100 funcionários a contratar pessoas com deficiência. Ela disse que assumiu esse compromisso quando aceitou a relatoria e espera que qualquer mudança na lei das cotas seja discutida pela recém-criada Comissão Permanente de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

"Eu me comprometi que esse texto asseguraria direitos e não mexeria na lei de cotas. Ela precisa ser debatida na comissão", disse. Mara também pediu que os deputados não fizesse nenhum retrocesso no texto.

Ao alertar que as pessoas com deficiência tem "histórico de invisibilidade", Mara disse que o seu relatório vai compatibilizar as normas legais brasileiras com os direitos fundamentais para pessoas com deficiência estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Emocionada, a deputada disse aos deputados que ficou tetraplégica depois de um acidente de carro e passou um tempo sem conseguir falar e hoje se orgulha de representar pessoas que, assim como ela, não tiveram voz.

Fonte: Agência Câmara

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações