Marco histórico da ocupação holandesa no Brasil, Fortim Bass (AL) é restaurado

Iphan

Fortim Bass, localizado em Porto Calvo (AL), pode elevar a história do período colonial do Brasil a um contexto internacional. Encontrado em 2015 durante pesquisa arqueológica coordenada pelo Instituto do Patrimônio Artístico Nacional (Iphan), o monumento trouxe à tona vestígios importantes da ocupação holandesa no norte alagoano e é a mais íntegra fortificação do século XVII. Mantendo as características originais da época, o forte, que passou por obras de restauração e requalificação arquitetônica, será entregue à comunidade durante cerimônia que ocorrerá no dia 15 de maio, com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa, e de autoridades locais.

Além das escavações arqueológicas, que buscam compreender o cotidiano dos militares no contexto da ocupação holandesa em Alagoas, a fortificação recebeu a implantação de drenagem, cercamento e tapetes de grama. As obras tiveram recursos iniciais de emenda parlamentar, com aditivo financeiro exclusivo do Iphan, em um investimento de cerca de R$ 630 mil. A restauração do Fortim Bass é a primeira de uma série de ações fomentadas pelo Iphan e que pretende, a partir de aspectos histórico-culturais, desenvolver territorialmente a região, de forma que haja melhor conservação dos sítios arqueológicos ligados à ocupação holandesa.

O mais íntegro fortim do período holandês no Brasil
O Fortim Bass está localizado na Ilha de Guedes e foi identificado a partir da pesquisa arqueológica de reconhecimento da cartografia holandesa entre os municípios de Porto Calvo e Porto de Pedras. Os resultados dos estudos demonstraram que o local funcionou durante o período colonial como um ponto militar para os holandeses, onde ficavam armamentos, munição, alimentos para tropa, entre outras funções.

O pequeno forte de terra funcionou como ponto estratégico dos holandeses no período colonial. A Bacia do Rio Manguaba era um reduto militar que guarnecia a ilha em frente ao varadouro da cidade de Porto Calvo. O fortim era uma linha de defesa da vila que foi determinante ao domínio territorial holandês no século XVII. A atividade arqueológica na região tem demonstrado a importância da pesquisa para evitar a perda de informações e, gradativamente, a reconstrução dos aspectos da vida dos cidadãos nos primeiros tempos do Brasil colônia.

Investimentos no Patrimônio Cultural
O evento em Porto Calvo é parte de uma extensa agenda dos representantes do Ministério da Cidadania em Alagoas. Também no dia 15, eles entregam a segunda etapa da obra do conjunto do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL), edifício que abriga o mais importante acervo da história sociocultural do Estado. Já no dia 16, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, se reúne ao grupo para a entrega das obras do Largo da Matriz e da antiga Casa de Câmara e Cadeia, importantes espaços históricos do Centro Histórico de Marechal Deodoro.

Serviço:
Entrega da obra de restauração do Fortim Bass

Data: 15 de maio de 2019, 15h
Local: Ilha Guedes, Porto Calvo (AL)

 

Fonte: Iphan

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações