Vídeos: familiares ateiam fogo a pneus na P. Verde em protesto

Funcionários e familiares de internos de uma clínica especializada no atendimento a dependentes químicos juvenis bloquearam e atearam fogo a pneus em um trecho da Avenida Deputado José Lages, no bairro da Ponta Verde, na manhã desta quinta (18).

Veja vídeos:

Crédito: Cortesia/João Victor Acioli

A mobilização acontece em frente ao prédio do Juizado da Infância e da Juventude. Os manifestantes exigem a intervenção do juizado para assegurar a regularização no repasse dos recursos, atrasados há sete meses, e a manutenção do atendimento pacientes.

Um forte aparato, formado por militares do 1º BPM, Oplit e Força Tarefa foram deslocados para o local para desobstruir a via. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para conter o incêndio.

Devido à manifestação, o trânsito está parcialmente obstruído no local.

Cortesia/João Victor Acioli
Cortesia/João Victor Acioli

Nota do Juizado

“A juíza Fátima Pirauá, titular da 28ª Vara Cível de Maceió – Infância e Juventude, informou que tramitam na unidade 38 processos versando sobre a internação compulsória de crianças e adolescentes usuários de entorpecentes na Clínica Hoffen (Clínica Esperança). Em 24 desses processos consta a informação de que o infante recebeu alta médica, ou seja, que já deixou a clínica.

No dia 4 de junho, foi realizada audiência com o objetivo de uniformizar o procedimento a ser adotado em todos os casos. A mencionada audiência contou com a participação de todos os órgãos municipais envolvidos, bem como dos representantes da clínica, na qual restou determinado o cumprimento das seguintes providências:

a. que todos os menores que necessitam de internamento compulsório deverão ser, necessariamente, referenciados pela CAT – Comissão de Avaliação e Tratamento – localizada no CAPS AD III, conforme estabelecido na Ação Civil Pública de nº 0500162-50.2008/01; b. que os relatórios dos 22 infantes já atendidos pela CAT fossem juntados aos respectivos autos, após o que seria concedido o prazo de 5 dias para o município de Maceió/AL efetuar o pagamento;
c. que a clínica teria 24 horas para apresentar à Coordenação da CAT os relatórios individualizados dos adolescentes que passaram pela clínica e já receberam alta, com data de entrada e saída da clínica, endereço e contato telefônico dos familiares.
A apreciação dos pedidos de bloqueios das verbas públicas depende exclusivamente da observância, pelos envolvidos, do trâmite que foi estabelecido em audiência, o que ainda não foi cumprido.”

Veja Mais

1 comentário

  • roberto quantico says:

    OS FAMILIARES ESTÃO CERTOS. ESTÃO FECHANDO AS CLINICAS QUE ATENDEM OS MENORES E QUEM SOFRE SÃO OS MENOS FAVORECIDOS E OS POBRES. SE PROTESTAR GANHAM UM APARA
    TO POLICIAL MUITO GRANDE EM TROCA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *