Família de empresário investigado em crime sexual emite nota de esclarecimento e denuncia ameaças de morte

Reprodução

Nota de esclarecimento de Thiago Caroso Santana

A família do empresário do ramo de acessórios automotivos, Thiago Caroso Santana, de 32 anos, que está sendo investigado pelo crime de estupro de vulnerável, emitiu nesta quinta-feira, 7, uma nota de esclarecimento a respeito da divulgação da expedição de mandado de prisão em seu desfavor, realizada pelo Alagoas24Horas nesta quarta-feira (6).

Veja: Justiça decreta prisão de empresário suspeito de estupro de vulnerável

A comunicação diz que a família está sendo alvo de difamação e denuncia que o empresário recebeu ameaças de morte e foi alvo de agressões físicas e psicológicas, o que teria gerado necessidade de afastamento de seu endereço, na cidade de Penedo, para se submeter a tratamento de saúde, negando desta forma que Thiago Caroso estivesse “foragido”.

Em outro trecho, a nota, assinada pela família, lembra que a Constituição Brasileira garante a todas as pessoas, dentre outros direitos, a presunção de inocência, assim como a imagem e a dignidade pessoais, em resposta a pessoas que teriam divulgado áudios, imagens e dados pessoais dos Caroso e pede que deixe a resolução do caso a cargo da Justiça Pública.

Por fim, a família ratifica que acredita na inocência de Thiago Caroso.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nós, que fazemos a FAMILIA CAROSO SANTANA, viemos, por meio da presente Nota e em nome da VERDADE, prestar os necessários esclarecimentos sobre possíveis difamações que estão sendo geradas em relação a esta Família. Inicialmente, queremos deixar bem claro que THIAGO CAROSO SANTANA não se encontra “foragido”, como foi divulgado em programas de rádio, redes sociais, imprensa on-line e afins. Ele, apenas, teve necessidade, momentânea e inadiável, de ausentar-se de sua residência, para se submeter a tratamento de saúde, depois de ter sofrido consideráveis danos a sua saúde, devidos às agressões morais e físicas, bem como às reiteradas ameaças de morte, recebidas da parte de pessoas mais interessadas em fazer suposta justiça com as próprias mãos do que em deixar à Justiça Pública a solução de um episódio que somente a esta cabe resolver. Pessoas essas que divulgaram áudios, passando informações caluniosas sobre esta Família, assim como divulgando dados pessoais e imagens de familiares, com a clara intenção de denegrir a honra da Família Caroso Santana, quando, como todos sabemos, a Constituição Brasileira garante a todas as pessoas, dentre outros direitos, a presunção de inocência, assim como a imagem e a dignidade pessoais. Desta forma, toda pessoa acusada da pratica de ato ilícito tem o direito de ser tratada com dignidade e em processo legitimo, enquanto não se solidificarem contra ela as provas concretas dessa acusação, já que se poderá chegar a uma conclusão de que o acusado é inocente, como certamente ocorrerá no Caso do cidadão Thiago Caroso Santana.

A prisão preventiva de Thiago Caroso Santana, foi decretada pela 4ª Vara Criminal de Penedo e assinada pelo juiz Nelson Fernando de Medeiros Martins, pela suspeita do cometimento de abuso sexual de uma adolescente
de 14 anos durante uma viagem em grupo. Há a suspeita também que o empresário abusou sexualmente de outro menor no ano de 2016.

Na decisão, o magistrado justifica o pedido de prisão em virtude da gravidade concreta dos fatos e pela necessidade de se garantir ordem pública (acautelamento do meio social), já que o empresário residiria na mesma rua das vítimas.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações