Acusado de matar mulher a enxadadas já havia cometido homicídio em 2007

Cortesia ao AL24h

Jovem foi brutalmente assassinada a golpes de enxada

O principal suspeito de matar a jovem identificada apenas como Carol, morta dentro de uma residência em Rio Largo na madrugada da última quarta (16), na região metropolitana da capital, já era procurado pela justiça pelo crime de homicídio, ocorrido em 2007.

O acusado, que não teve a identidade divulgada por força da Lei de Abuso de Autoridade, foi preso pela Delegacia de Homicídios, horas após o crime. Ele é o proprietário da residência onde Carol foi agredida até a morte com golpes de enxada. A jovem teve o crânio esfacelado e foi encontrada nua sobre a cama. Relembre o crime aqui.

Segundo o delegado Lucimério Campos, uma testemunha informou que bebeu com o casal durante todo o dia, saindo do local por volta das 20h30. Esta testemunha foi determinante para identificar o assassino, que deverá responder por feminicídio.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *