Após decisão judicial, Governo analisa quantos presos poderão ir para casa

A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) irá definir quais e quantos dos cerca 270 detentos considerados do grupo de risco da Covid-19 cumprirão prisão domiciliar durante a quarentena.

Após pedido da Defensoria Pública do Estado (DPE), o juiz Braga Netto, da Vara de Execuções Penais, afirmou que até o momento não foi concedida nenhuma prisão domiciliar, mas que cada caso será analisado.

Por meio de nota, a Seris informou que segue prestando atendimento médico aos reeducandos que se enquadram no grupo de risco e também determinou suspensão de visitas.

Até o momento não há nenhum preso diagnosticado com coronavírus, mas a secretaria reforçou que caso algum reeducando apresente sintomas da doença, este será isolado dos demais e ficará em observação por 15 dias.

Com relação a decisão judicial, a Seris explicou que realizará um levantamento pedido pela Vara de Execuções Penais para definir quais serão os detentos que terão direito a prisão domiciliar, o que ainda não há previsão para o cumprimento.

Veja Mais

2 Comentários

  • Brellia says:

    É pra 5irar onda com a cara da gente né?

  • Ana Paula S.B.Sampaio says:

    Como se não bastasse os problemas, a Justiça ainda determina que soltem os presos!
    Imagine estupradores voltando para casa, assassinos e assaltantes livres!
    Não existe até o momento casos de corona vírus na penitenciária, as visitas suspensas, então, há qual
    risco estão expostos ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *