Marido é preso após matar mulher asfixiada e, na fuga, causar acidente com 8 feridos

Gilton e Thayane Foto: Instagram / Reprodução

A arquiteta Thayane Nunes da Silva Santos, de 28 anos, foi morta por asfixiamento, no fim da tarde desta quinta-feira, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. O marido, apontado como principal suspeito do feminicídio, foi preso em Angra dos Reis, na Costa Verde, após se envolver em um acidente de carro, informou o “G1”. Gilton Santos Pinto está internado no Hospital Geral da Japuíba sob custódia.

O crime aconteceu no apartamento em que o casal morava, num condomício na Estrada Iaraquã. Foi a prima de Thayane que chamou a polícia ao perceber que ela e o marido estavam brigando. Quando chegaram ao local, agentes do 40º BPM (Campo Grande) encontraram a arquiteta já morta. O marido dela, segundo relatos de pessoas que moram no prédio, fugiu logo após o crime. Ele trabalha com compra e venda de carros usados.

Amigos deixaram mensagens de despedida no perfil de Thayane numa rede social:

“Meu Deus, inacreditável. Vá com Deus, Thay. Que os anjos te recebam. Será eterna na memória de todos!!!”.

“Descanse em paz, Thay, que Deus possa confortar o coração dessa família”.

Acidente com sete vítimas

O acidente em que Gilton se envolveu enquanto fugia da polícia aconteceu na Rodovia Rio-Santos, na altura do bairro Monsuaba, informou o “G1”. O suspeito bateu em outros dois carros. Além de Gilton, outras sete pessoas feridas – duas crianças e cinco adultos. Uma das crianças já teve alta.

Fonte: Extra

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *