Defesa de sargento que matou soldado alagoano diz que disparo foi acidental

Arquivo Pessoal

Soldado Cristyano Rondinelli foi morto a tiros por colega de farda

A defesa do sargento, suspeito de ter assassinado um colega de farda no município de Monte Alegre, no último sábado (19), se manifestou, nesta quinta-feira (24), sobre o caso. Eles alegam que foi um acidente.

Através de nota, a defesa alega que os policiais eram amigos e houve um acidente. E relata que nunca houve discussão e desentendimento entre ambos.

Segundo a defesa, no retorno para casa o sargento Matias, embriagado, teve um surto. A defesa alega ainda que o sargento é pai de família e sempre cumpriu com suas obrigações legais e lamenta o ocorrido com o soldado Rondynelli.

O sargento foi preso em flagrante, mas na segunda-feira (20) teve a liberdade provisória concedida pela Justiça de Sergipe.

Um inquérito foi instaurado para investigar o caso que está sendo coordenado pela Corregedoria da Polícia Militar.

PM acusado de assassinar soldado alagoano ganha liberdade provisória

Fonte: G1/SE

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *