Marinho faz show para ninguém no Teatro Deodoro. Transmissão gratuita acontece no sábado (21), no Youtube

Banda alagoana lança oficialmente o álbum de estúdio “Leve Vazio” em experiência intimista e sem plateia; assista online e gratuitamente às 21h

Felipe Miranda/Divulgação

show

Por anos o Teatro Deodoro foi depósito. Em outros períodos, cinema. Entre reformas, festejos e incontáveis espetáculos artísticos, o palco de estilo italiano já esteve vazio por alguns períodos, mas neste ano, enfrenta a solidão por motivos maiores. No próximo sábado (21) a banda alagoana Marinho entrega ao mundo um experimento nascido durante a pandemia. Um show para ninguém. Gravado no grande salão neoclássico que todo alagoano de sorte já viu de perto, o show será transmitido no canal da banda no Youtube (https://www.youtube.com/c/musicamarinho/), às 21h.

Nenhum dos 650 lugares foi ocupado para a gravação desse trabalho. Por respeito ao próximo, por segurança, por necessidade. Foi um sonho novo realizado. Segundo Rodrigo Marinho (vocal e bateria), o show marca o lançamento oficial do segundo álbum da banda, “Leve Vazio”, que está disponível nas plataformas digitais desde março deste ano. Inicialmente, o show de apresentação do novo disco estava previsto para acontecer no Festival Carambola 2020.

“Foi uma experiência diferente cantar e tocar no Deodoro sem plateia. Desde que a ideia surgiu, eu e todo mundo da banda sabíamos que seria uma espécie de transe. Inacreditável, bonito e ao mesmo tempo angustiante”, diz. A verdade é que o teatro é tão majestoso vazio, quanto é repleto de gente.

Marinho não é um só. Além de Rodrigo, a banda é composta por Victor de Almeida, na guitarra, e Joaquim Prado, na guitarra e synth, além de Felipe Chase, na bateria, João Lamenha, no baixo, e da participação de Robson Cavalcante, nos teclados. Depois da estreia com “Sombras”, em 2017, o segundo disco chegou como uma construção coletiva arriscada. Todos abriram mão de algo, todos testaram novas texturas, sentidos e possibilidades para as sete faixas que compõem o trabalho autoral.

A maior parte das canções que integram o repertório do show foram tocadas pela primeira vez. Apresentar os arranjos ao vivo não foi o único desafio do projeto, mas também tentar recriar em vídeo a atmosfera de um show de lançamento no atual contexto histórico.

“Fazemos música sem ansiedade e pressão, mas confesso que tocar em um palco tão importante para a música no estado nos deixou apreensivos”, afirma Joaquim. “Desde o primeiro segundo ali no teatro, tudo foi intenso. Sem dúvida uma das memórias mais bonitas que a banda inteira tem. É um registro histórico e respeitoso de quando lançamos um disco e não pudemos ter público apresenta-lo”.

Vários profissionais da cadeia musical que estavam sem trabalho devido ao isolamento social puderam voltar para atuar na produção do projeto. Todos foram remunerados com o montante arrecadado na venda das camisas “Amar é Coragem” – estampa que faz referência a uma das músicas da banda, o single “Coragem”.

“É algo que nos enche de orgulho, inclusive. As camisas permitiram que a gente tivesse como investir na produção de ‘Leve Vazio’ e agora a gravar esse show de lançamento. O projeto saiu do papel e reuniu uma turma talentosa que atua nos bastidores e nem sempre é vista”, afirma Victor.

O show tem direção de Lucas Nóbrega e Denis Carrion, sonorização de Pedro Oliveira com Filipe Jere e Maikyel Victor na técnica de gravação, iluminação de Edner Careca e produção executiva de Lili Buarque. O show foi realizado em parceria com o Diteal e o Teatro Deodoro.

Assista ao teaser do show aqui https://www.youtube.com/watch?v=FNQvGylLcKY

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *