Brasil vence último jogo antes da fase final da Liga Mundial

Com uma atuação relaxada, que permitiu o equilíbrio técnico com o adversário em momentos do jogo, a já classificada seleção brasileira encerrou a primeira fase da Liga Mundial com vitória por 3 sets a 1 sobre a Venezuela, com parciais de 25-22, 15-25, 25-22 e 25-17, em Betim, Minas Gerais. No triunfo, os atuais campeões olímpicos tiveram mais dificuldades do que o previsto.

Foi o último jogo do time do técnico Bernardinho antes da fase final da competição, que acontece na próxima semana em Belgrado, na Sérvia e Montenegro.

O confronto deste domingo era encarado pelos brasileiros como uma espécie de "treino de luxo" para a fase decisiva da Liga Mundial, que também reunirá, além da anfitriã Sérvia e Montenegro, as seleções de Cuba e Polônia.

"Foi um belo teste. A Venezuela sacou muito bem durante o jogo. Não começamos bem, com o André Heller e Anderson não muito bem. O Ricardinho começou sem paciência para distribuir as bolas, mas depois melhorou", analisou o técnico Bernardinho após o triunfo.

A seleção brasileira acaba a primeira fase da Liga Mundial com trajetória de 11 vitórias e apenas uma derrota. O único revés brasileiro até o momento na competição aconteceu diante de Portugal, em confronto disputado na casa do adversário. O retrospecto faz com que os campeões olímpicos cheguem à fase final com a melhor campanha da competição.

O Brasil, que iniciou a partida com uma formação um pouco diferente em relação à vitória sobre os venezuelanos no sábado, fechou o primeiro set em 25 minutos, mas com uma vantagem apertada, 25 a 22.

Na seqüência, o relaxamento brasileiro provocou uma queda no rendimento da equipe no segundo set, quando a Venezuela liderou o marcador desde o começo e fechou em 25 a 15 em apenas 23 minutos.

Depois do momento de apuros, a seleção de Bernardinho novamente começou atrás no placar no terceiro set, mas conseguiu ultrapassar os adversários antes do décimo ponto. Mesmo assim, o Brasil carregou a vantagem apertada até fechar em 25 a 22.

De volta ao comando do placar, o Brasil atingiu seu ápice técnico no jogo no quarto set. Com a desenvoltura dos atacantes diante do bloqueio adversário, a seleção campeã olímpica não encontrou dificuldades para fechar em 25 a 17, definindo a partida.

Fonte: Uol

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *