Maioria dos deputados alagoanos fica com o dinheiro da convocação extraordinária

Dos 513 deputados federais, um quinto devolveu ou doou o dinheiro recebido para trabalhar durante a convocação extraordinária. Dos 12 deputados eleitos pelo Estado de Alagoas, apenas um devolveu o dinheiro.

De acordo com a Câmara, ao todo, 103 deputados encaminharam ofício a Diretoria Geral da Casa comunicando que não querem receber ou preferem doar os dois salários extras aos quais tinham direito.

Esta é a última convocação extraordinária que pagará salários extras, que somam R$ 25 mil, à deputados e senadores. A convocação que começou em 16 de dezembro de 2005 e termina em 14 de fevereiro gerou custos da ordem de R$ 95 milhões aos cofres públicos. Além do pagamento aos parlamentares, os servidores da Câmara e do Senado também recebem pela convocação.

Alagoas

Pela relação divulgada pela Câmara, apenas o deputado João Lyra, PTB, devolveu a primeira parcela e desistiu de receber a segunda.

Os outros 11 deputados – Benedito de Lira, Givaldo Carimbão, Helenildo Ribeiro, João Caldas, José Thomaz Nonô, Maurício Quintella Lessa, Olavo Calheiros, Rogério Teófilo e os suplentes de Jorge VI, Jurandir Bóia e de Luiz Dantas – não informaram à Casa sobre doações ou a devolução das parcelas.

Com informações da Câmara dos Deputados

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *