Vítima de atentado é transferida para hospital particular de Maceió

Já é Notícia

Lérida Lobo foi vítima de atentado no município de Paulo Jacinto

O Hospital Geral do Estado (HGE) confirmou na tarde desta sexta-feira, 05, que a paciente Lerida Lobo Gomes Vitorino, de 49 anos, foi transferida para um hospital particular na Capital alagoana.

A pré-candidata à deputada federal foi vítima de um atentado na noite de ontem (04), no município de Paulo Jacinto, no interior de Alagoas. Ela estava junto com o marido José Adilson da Silva, que não resistiu aos ferimentos e faleceu.

De acordo com o relatório oficial do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), o crime ocorreu por volta das 19h20, em frente à ONG que a mulher administra, na rua Santa Quitéria, no bairro do Centro, quando criminosos se aproximaram das duas vítimas e efetuaram diversos disparos de arma de fogo.

Câmeras de segurança flagraram o carro dos suspeitos seguindo o carro das vítimas horas antes do crime. Veja mais:

Câmera flagra carro de pré-candidata sendo seguido horas antes de atentado

Investigação – O delegado Thales Araújo da Gerência de Inteligência Policial (Ginpol), responsável por investigar o caso, disse durante coletiva realizada no início da tarde de hoje que, possivelmente, o crime foi motivado por vingança. Ele descartou o viés político para o crime.

“Tudo indica que a motivação foi por vingança diante da suspeita que eles [suspeitos] tinham de que o esposo da Lérida, conhecido como Galeguinho, teria envolvimento com o homicídio do pai deles”, disse o delegado durante a coletiva.

Durante as investigações, militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) foram até uma locadora a qual o carro usado no crime pertencia. O proprietário do estabelecimento relatou que um dos  suspeitos havia pedido o carro para resolver problemas pessoais.

O dono da locadora informou o endereço dos três irmãos. A PM se dirigiu até o local e houve confronto. Dois dos três envolvidos foram baleados. O outro conseguiu fugir.

Feridos, os homens foram socorridos e levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Palmeira dos Índios, mas acabaram morrendo. Com eles foram apreendidos um revólver, uma pistola, uma touca ninja, R$ 205 em espécie, mais de 60 munições e celulares.

Ainda segundo o delegado, uma quarta pessoa envolvida no caso, responsável por alugar o carro para os suspeitos, também foi presa durante a ação policial.

Boletim Médico
Lerida Lobo Gomes Vitorino

O Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, informa que a paciente Lerida Lobo Gomes Vitorino, de 49 anos, foi transferida para um hospital privado nesta sexta-feira (05). Ela foi admitida nesta quinta-feira (04), às 19h48, com ferimento causado por arma de fogo.

Veja Mais

Deixe um comentário